segunda-feira, 29 de maio de 2017

Assim falou Zaratustra - Friedrich Nietzsche ( dica de leitura)

Investi quase um ano do meu tempo nessa leitura da obra mais importante do grande filósofo Friedrich Nietzsche e o que me vem a cabeça é que esse livro nunca pode ser dado como leitura encerrada. Isso porque cada frase que grifei daria por certo uma outra obra e olha que o que mais fiz foi grifar.

O livro é dividido em duas partes e nelas Niet nos traz o personagem Zaratustra que após anos convivendo em uma caverna em meio a natureza resolveu ter com os homens e transmitir a eles seu conhecimento.

O livro pode ser lido em qualquer ordem sem influenciar no resultado final e o que posso concluir é que é um livro difícil de ser compreendido por mais que se goste de filosofia. Não é a toa que o seu subtítulo é Um livro para todos e para ninguém.

Nessa obra ha grandes e bem feitas críticas ao sistema religioso, sátiras usando o antigo e velho testamento e uma linguagem poética que pode complicar um pouco sua compreensão para os que não tem intimidade com esse tipo de leitura.

Um ótimo livro, com o desafio de se ler e compreender o máximo possível. Apesar de ter finalizado a leitura considero este um projeto sempre vivo porque nada me impede de vez ou outra durante a vida me pegar folheando e relendo um capítulo aqui e outro acolá.

De tantas frases impactantes que encontrei nessa leitura escolhi uma que muito me fortaleceu e me incentivou.

"Não jogues fora o herói que há em teu espírito! Mantém sagrada a mais alta esperança -

Assim falou Zaratustra."

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Talvez as circunstâncias estejam mesmo corretas, mas ainda assim faz parte do que sou pagar para ver.

Não sei o que escrever. Sinceramente não sei e isso me surpreende porque tem tanto dentro de mim que desejo compartilhar e ao mesmo tempo não consigo colocar em palavras escritas tudo isso. 
Me pego numa solidão silenciosa que se achega a noite embora me rodeie durante o dia. 
Pela primeira vez na vida sinto um medo real, medo de que todas as minhas forças não sejam suficientes para o tamanho da responsabilidade que me cabe. Percebo finalmente o quanto são frágeis as certezas e que tudo se resume a um emaranhado de acasos que se envolvem e nessa confusão nossas vidas são conduzidas. 
Lembro de 2014 e de como eu tinha tantas certezas que não eram reais. Não sei o que exatamente é pior, se ter essas certezas ou ver que nada é certo além de que um dia morrerei. Existem tantas circunstâncias apontando e insistindo para que eu desista e tudo me diz que o melhor e mais conveniente para todos é a desistências. Mas acho que a pessoa que tinha certezas ainda esta aqui dentro de mim e não me deixa parar de lutar por mais que tudo esteja desmoronando e eu que eu esteja em meus últimos suspiros. 
Algo aqui dentro diz que vai valer a pena e que mais vale morrer tentando do que parar no meio do caminho deixando de lado tudo que já conquistei. 
Talvez as circunstâncias estejam mesmo corretas, mas ainda assim faz parte do que sou pagar para ver. 

4º semestre de Psicologia eu estou chegando. 

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Do livro As Consolações da Filosofia - Cap 1 Sócrates

Alain de Botton é escritor e filosofo e conheci seu trabalho através do livro Consolações da Filosofia que ganhei em um aniversário. Guardo o exemplar com muito carinho e por considerar seu conteúdo tão importante e valioso compartilharei os trechos que agregaram valor a minha vida.

Espero que você goste e consiga absorver tanto ou mais do que absorvi.

Estas citações fazem parte do primeiro capitulo onde Alain nos fala sobre a vida e morte do filosofo Sócrates e como este lidou com a impopularidade e a rejeição mesmo tendo toda sua vida buscado contribuir para com o próximo. 

Em minha jornada em busca de autoconhecimento tenho me deparado com o questionamento sobre o quanto é importante a forma como as pessoas me enxergam, pensam de mim e o quanto isso me afeta. Fazer esse questionamento tem me ajudado a entender o porque de muitas de minhas atitudes e sofrimento e me possibilitado trabalhar para me resolver. 

Alain traz fortes e impactantes palavras que permitem a reflexão e o estudo do eu. 
Absorva. 

1 - "Uma afirmativa correta é aquela que não da margem a ser racionalmente contestada. Uma afirmativa é verdadeira se não pode ser invalidada. Se puder, não importa o número ou a posição social das pessoas que acreditam, ela pode ser falsa e nós estamos certos em duvidar dela". 

2 - "...teremos de propor débil e impertinentemente que julgamos estar com a razão, sem, no entanto, sermos capazes de explicar os motivos."

3 - "Na opinião dos acusadores, a atitude correta seria silencia-lo ou até mesmo mata-lo".

4 - "Se não podemos estar a altura de tamanha serenidade, se estamos propensos a irromper em lágrimas diante de meia duzia de palavras ásperas sobre nosso caráter ou nossas conquistas, talvez seja porque a aprovação alheia forme uma parte essencial de nossa capacidade de acreditar que estejamos certos.''

5 - O que poderia nos preocupar não é o número de pessoas que nos contradizem, mas sim se essas pessoas tem ou não razão para agir dessa forma. Deveríamos, portanto, desviar nossa atenção de presença da impopularidade e nos concentrar nas explicações para ela.''

6 - Mesmo que não consigamos escapar das consequências da oposição, seremos, no mínimo, poupados do sentimento desanimador de estarmos persistindo no erro.

7 - ''Nem todos merecem atenção.''

8 - A vida em sociedade é cercada de disparidade entre as percepções que os outros tem de nós e a nossa realidade. Somos acusados de estupidez quando estamos sendo cautelosos. Nossa timidez é interpretada como arrogância e nosso desejo de agradar como servilismo. Esforçamo-nos para esclarecer os equívocos, mas nossa garganta fica seca e as palavras que usamos não expressam nossa intenção real. 
Cada citação pode se tornar um texto sobre tudo que nos faz questionar e pensar sobre nossa realidade e a forma como agimos conosco e com os demais.

Bons questionamentos para você. 

Conhece-te a ti mesmo (Sócrates)

Sócrates disse a celebre frase "Conhece-te a ti mesmo" no ano de 399 a.C. e tais palavras permanecem tão atuais como quando foram ditas.
Esta semana foi especial para enfrentamento da minha doença pois me deparei com fatores que facilmente se tornariam gatilhos para uma crise e em meio a essa turbulência de emoções e conflitos , iniciei uma jornada em busca de mim mesma. 

As ferramentas que tenho usado são vídeos, áudios e livros sobre o tema autoconhecimento e me deparei com inúmeros questionamentos e itens a serem trabalhados, mas o questionamento marcante que surgiu em primeiro plano foi: 

1 -  Quem sou?

Poderia facilmente responder que sou uma estudante de 28 anos e me limitaria a essa definição. Porem algo muito importante se fez notar e entendi que essa resposta é tão vazia e superficial que não posso me contentar com ela. 

Embarquei rumo a resposta que se escondida e o tema autoconhecimento a todo instante me mostrou o quanto pouco sei sobre quem sou e do quanto preciso me aproximar de mim mesma. Somente o soar da pergunta e o refletir sobre o quanto profundo ela é permitiu enxergar o quanto tenho sido dura comigo mesma e o quanto tenho me condenado me tratando como alguém sem
valor. Eu não trataria uma amiga da forma como tenho me tratado. 

Ao me perguntar quem sou surgiram tantos conflitos internos que rapidamente entendi o tempo que tenho perdido buscando em outros lugares e outras pessoas o que ha muito deveria ter buscado e cultivado em meu eu. 

A resposta para a pergunta vem acompanhada da explicação de que sou tudo aquilo em que acredito. Sou um conjunto de crenças e valores adquiridos ao longo da vida e que me fazem agir da forma como agido e viver da forma como tenho vivido. Essas crenças e valores podem ser bons ou ruins permitindo que eu me veja como alguém que merece ser amada e feliz ou como alguém que vai sofrer o resto da vida por não ter forças ou por não merecer estar aqui. esses conjunto de valores e o que sou não podem ser separados pois vivo da forma como vejo como o mundo. Se o mundo me parece um lugar frio e imundo ou se me parece um lugar cheio de possibilidades inclusive o de ser feliz, nas duas hipóteses estou certa. Sou o que acredito ser e vivo como acredito que a vida é. 

Noto que o pessimismo e o vitimismo tem me guiado a muito tempo e através deles cheguei até aqui. É o momento de fazer algo maior por minha qualidade de vida e felicidade. Jogar pesado contra a depressão.

O que sou não é permanente, ao contrário, é um ser em desenvolvimento e em constantes mudanças. Portanto a melhor resposta que encontrei foi:

Neste momento sou alguém que acredita que pode mudar a visão negativa que tem nutrido sobre o mundo e as pessoas. Alguém que tem um grande potencial a ser usado e alguém que pode e vai superar seus limites.

Te convido a vir comigo nesta busca pelo mais importante de nossas vidas que somos nós mesmos.
Se faça a pergunta quem sou e anote tudo que conseguir responder. Revise as respostas e reformule uma nova. Vamos ultrapassar nossos limites conhecendo-os e nos preparando para enfrentar não apenas a depressão, mas qualquer outro obstaculo que se colocar em nosso caminho.



sexta-feira, 28 de abril de 2017

É preciso ter o caos dentro de si para dar a luz uma estrela dançante


Muito antes de ter lido qualquer livro do Friedrich Nietzsche, já conhecia a celebre citação do livro Assim falou Zaratustra e que da nome a este texto:

É preciso ter o caos dentro de si, para dar a luz uma estrela dançante.

Porem hoje esta mesma frase tem um impacto diferente sobre mim por mostrar que mudanças podem ocorrer devido ao surgimento de situações problema. Quantas vezes já aconteceu de estarmos em uma situação comoda e de repente tudo mudar e termos que também mudar para nos adaptar? Imagino que quem ainda não passou por algo assim certamente passará em algum momento da vida.
Pode ser um emprego onde não há prazer em trabalhar, ou um curso ao qual não há afinidade, um casamento infeliz. Um inesperado dia sem que possamos nos preparar tudo mudo.
Essas foram apenas algumas das muitas situações que podem ocorrer e que serão determinantes nas escolhas que traçaremos para o resto de nossas vidas. 

Você sabe como nasce uma estrela?

Elas passam por inúmeros processos químicos até que nasçam e ocorre no fim uma fase chamada Supernova onde a "bebe" estrela explode gerando uma luz muito forte que pode ultrapassar o brilho de uma galáxia inteira e que permanece por um período de tempo até se apagar.

Talvez nossas vidas possam ser comparadas a esse encantador e misterioso sistema onde passamos por vários processos e somos expostos a todo tipo de desafios onde alguns parecem querer nos levar ao fundo do poço de onde jamais será possível sair. Enquanto nos debatemos, lutamos e insistimos em lutar por nossas vidas e sonhos os processos finais ocorrem e um dia la estamos nós onde jamais poderíamos imaginar chegar! 
Somos estrelas. 
Estrelas que passam por esse processo tantas vezes e no fim de cada etapa nosso brilho é muito mais forte e esplendoroso do que qualquer um e até mesmo nós ousaríamos imaginar. 

Através do meu convívio com a Depressão, pude notar que mesmo não me considerando a mesma de antes, ainda assim sou a pessoa forte que tantas vezes deixou de brilhar e pensou ter encontrado a morte e de repente la estava eu irradiando vida, brilho e luz. De novo, de novo e de novo. 


Neste momento da vida estou passando pelo processo final novamente e sei que logo a explosão ocorrerá. Uma explosão tão forte que vai irradiar luz para todos os lados. E eu acredito que por mais que os teus problemas estejam grandes e pareçam sem solução, ainda assim o seu brilho será muito maior e te elevara as alturas. 

Bem acima do céu.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Teste de Depressão - Responda e descubra


Em 2017 tenho percebido o debate mais aberto sobre o assunto Depressão, mas ainda precisamos evoluir e aprender muito sobre a doença.
Em meu caso decidi agendar uma consulta com uma psicologa devido não conseguir dormir e passar muitas horas em claro e quando finalmente dormia passava muitas horas sem despertar. Isso estava causando muito prejuízo a minha vida e não podia continuar daquela forma. 
Fico imaginando o tanto de pessoas que devem estar sofrendo neste momento com inumeros sintomas que a Depressão faz surgir e sem saber do que se trata ou sem entender que é tão sério.

O teste a seguir serve como triagem e foi elaborado pelo médico Ivan Goldenerg, especialista em tratamento de Depressão e fundador do site Psycom.net e que pode ser acessado Clicando aqui.

Este teste pode ajuda-lo a decidir se deve procurar ajuda profissional ou não, porem se ainda assim lhe restar qualquer dúvida proponho que procure ajuda o quanto antes. Pode parecer bobagem aos olhos de terceiros, mas se trata da sua vida e dos seus sentimentos. Não seja negligente consigo mesmo. 




terça-feira, 25 de abril de 2017

Como a Depressão age no cotidiano do depressivo

Funciona como um gráfico de vendas que mostra as altas e quedas durante um mês.
No início o gráfico esta la embaixo e em poucos dias sobe e chega a seu nível máximo até começar a cair de novo.
É mais ou menos assim com a minha energia e força de vida. O gráfico melhora para em seguida cair de novo. Uma constante de subidas e descidas que não tem fim. O ruim do pico é que só permanece por no máximo uma semana até declinar.
Parece-me que são duas pessoas diferentes que se revezam e que resistem. A pessoa que vive sempre la embaixo eu queria que deixasse de existir e as vezes penso que o melhor seria dar o fim nela, mas lembro que assim a outra também morreria.

O fato é que nenhuma dessas pessoas é quem eu era antes da doença. Mesmo essa que resiste é apenas uma parte de quem fui. Isso me deixa triste, mas ainda assim eu sigo acreditando que isso um dia vai passar de vez.