quarta-feira, 29 de junho de 2016

Minha "amiga" depressão

Desde a infância sentia que uma colega timida me rondava. Mantinha certa distancia, mas a todo instante me observava. Me sentia sem jeito pois não entendia o interesse que esta colega tinha em mim. As vezes ela se aproximava um pouco mais e me olhava nos olhos com uma estranha intimidade. Ficavamos nos olhando por horas e assim de repente ela ia embora. Esse relacionento secreto durou por anos nesta harmonia, mas já na vida adulta a colega misteriosa começou a aparecer com mais freqüência e a permanecer mais tempo por perto.
Chegou o dia em que ela apareceu e não foi mais embora. Comecei a me sentir mal, constrangida pois queria estar sozinha comigo mesma e com meus amiga e familia, mas ela já não me deixava em nenhum instante.
Sua presença me incomodava, me sufocava, tirava a vontade de me socializar pois me sentia constrangida. Um dia ela sentou- se ao meu lado e não consegui mais reagir. Ninguém entendia. Aquela presença me causava dor. Eu não a queria ali, mas nao sabia como expulsa- lá. Ela me dominava.
Essa angustia durou por meses ate eu descobrir que aquela não era uma colega ou amiga. Era uma doença chamada depressão e eu precisava de ajuda. Era o começo de uma grande batalha. Eu precisava me livrar dela.

Neuza Miranda



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para mim.
Deixe seu comentário.