domingo, 11 de setembro de 2016

As duas face de um crime - 1996



Direção: Gregory Hoblit
Elenco: Richard Gere, Edward Norton e Laura Linney

Esse é um daqueles filmes que começam modestos e terminam te deixando embasbacado.
Para mim que sou fã de Game of Thrones, foi sensacional ver a atuação maravilhosa de Edward Norton como o frágil Aaron e aliás esse papel foi sua estréia no cinema e lhe rendeu indicação ao Oscar como ator coadjuvante. Merecido.
Para começo temos o assassino de um reverendo muito conhecido e estimado, um famoso advogado de defesa que aceita o caso onde o culpado é obvio ao olhos de todos, o acusado e pessoas que o querem condenado a morte.  
O telespectador fica o tempo todo se perguntando se de fato foi mesmo Aaron a cometer um crime tão grave como assassinar com 73 facadas um homem de deus. Quais motivos ele teria e como um garoto frágil e ingenuo poderia ter arquitetado e colocado em prática algo tão cruel contra um religioso que o tirou das ruas e matou sua fome. 
A questão é que o filme toma outro caminho quando é descoberta uma fita de vídeo na qual surge uma motivação para o crime uma vez que é revelado que o reverendo não é a pessoa tão boa que todos acreditavam.
Nosso então advogado encontra uma brecha para livrar seu cliente que até então mostrou-se inocente e tudo parece enfim ter um final feliz. Será?
Te convido a assistir As duas faces de um crime e se surpreender com o diagnostico da psiquiatra convidada para avaliar o acusado, se surpreender com a convicção do nosso advogado de defesa e até mesmo com a opinião da procuradoria e por fim se surpreender com nosso acusado Aaron. 
Depois de assistir esse excelente filme me senti convidada a questionar minhas certezas e verificar melhor tudo aquilo que acredito ser verdadeiro e correto. Ninguém esta livre de ser enganado.

Bom filme e não esqueça da pipoca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para mim.
Deixe seu comentário.